segunda-feira, fevereiro 2

Emanuelle no Espaço, a origem do Matrix.

Uma ótima segunda-feira a todos. Meu fim de semana teve algo de peculiar: minha cabeça foi fortemente afetada pela teoria de que Matrix (1999, dos irmão Mario e Luigi Wachowski) não passa de um plágio barato da incomparável, majestosa e State of The Art série Emanuelle.

Oh, quem não se lembra daquela jovem bela e galante (bonita e gostosa) que esquentava todas as nossas cabeças, nas madrugadas de Cine Privé, na Band. Era o assunto-chave da ala masculina pré-adolescente dos colégios brasileiros. O nirvana da masturbação alheia. Pode parecer cafona, mas nos velhos tempos, vocês sabem, não existia a internet. E-mails malígnos, senhas de websites XXX, Youtube, safadinhas da WebCam, MClass... nada disso. Machinho que era macho tinha revista bonitinha, revista do mal, folhetos de supermercado (oh my god!), VHS e é claro: os dirty programas da madrugada mágica da TV aberta brasileira. Oh, sim! Muito pornochanchada e trilhas sonoras regadas com George Michael, Jon Secada e interlúdeos de Enya.

Vamos direto ao fato. Na minha quase vaga lembrança sobre Emanuelle no Espaço, a própria Emanuelle (Krista Allen) começava o episódio em uma nave, com seus alienígenas raptores. Ela colocava sobre sua cabeça um aparelho que a levava a uma outra dimensão imaginária, em que ela deveria performar atos (sexo pra caralho) que ensinassem aos aliens o verdadeiro amor que estes tanto admiravam nos seres humanos. Era Matrix. Um perfeito Matrix! Metrix, como um já intitulado longa pornô que existe por aí. Só que ninguém imaginou antes. Impressionante como um programa erótico barato desses poderia influenciar de tal modo uma das trilogias mais marcantes da minha época.



Acabou que algo pos minha teoria abaixo. Fui pesquisar detalhes técnicos sobre a tecnologia alien tão pioneira da série e eis que descobri que o aparelho utilizado por Emanuelle era uma Transmutation Zapping Machine. Seja lá o que significa literalmente essa porra, não era um criador de realidades, nem dimensões. Era um simples teletransportador que a levava a diferentes lugares da terra. Teletransportador não vale, é farsa.

Resumindo, meu post não tem sentido. Porém tenho em mente alguns factoides:

1. Emanuelle (Krista Allen) não é Neo e não passa de uma puta gostosa, craque em softcore porn.

2. Krista Allen fez participação especial com o rei Jim Carrey em O Mentiroso. Ela era a morena do elevador, que dá um tapa no Jim.

3. Emanuelle era uma falsária, pois se quisesse realmente ensinar os aliens, teria transado com cada um deles. Sem ordem específica.

4. Cine Privé passou a ter tanta influência sobre a mente das crianças quanto os clássicos da TV Cultura como a franquia Ra-tim-Bum, Glub-Glub, O Mundo da Lua, Anos Incríveis e Confissões de Adolescente.

Estou triste. Pelo menos poderiam ter aproveitado Krista Allen no próprio Matrix, afinal ela é muito melhor que a atual Trinity (Carrie-Anne Moss). E já que em Emanuelle ela ensinou tudo sobre o amor para os Spock Faced Aliens, podia muito bem ensiná-lo para as máquinas, gerando uma orgia de Smiths de tanguinha, banhados a óleo de fisioculturismo, ao invés de uma ameaça à humanidade.

Mas tudo bem, Matrix ainda é um marco para nossas cabeças, apesar dos irmãos Wachowski não serem nem Mario, nem Luigi.

8 comentários:

  1. Veja bem, eu era uma mocinha inoscente e me lembro deste antológico episódio de Emanuelle no espaço (que para mim ainda é o melhor de todos). Sendo ainda mais proibido para meninas assistirem, eu fazia questão de assistir bastante... A trilogia Matrix teria um brilho todo especial se eles fizessem uma homenagem à essa mulher que ensinou tanto à terráqueos e extraterrenos.

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente gostaria de dizer que a segunda nao estaria otima se o fds nao fosse esse refugio da cidade grande..
    sobre o tema do texto gostaria de dizer que estava certo o tempo todo sobre a historia, ou seja,era um dos milhares que acompanhavam a saga dessa mulher extraordinaria..

    o blog esta excelente!!!
    abraços

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo,

    Se a Lua crescente queima, por que não?

    Sensacional!

    ResponderExcluir
  4. Sim. Com certeza, fili. O refúgio da cidade grande nos fez transcender para mundos paralelos e trazer a verdade à tona. Sua teoria estava certa desde o início. Obrigado ao elogio. Abração!

    ResponderExcluir
  5. Velho...

    Vc é sensacional...

    Mas di boa... eu preferia a outra Emanuelle, aquela que quando cheirava a fumaça do chaleiro budista se transformava em qualquer profana!!

    Mas eh foda!!! rachei o bico!!!

    ResponderExcluir
  6. Quero ver Tico e Teco Wachowsky baterem a devassa Emanuelle!

    Por enquanto temos 3 filmes Matrix, Animatrix, joguinhos e tal.

    Emanuelle só tem 60... fora os não oficiais...

    Fonte: www.imdb.com

    ResponderExcluir
  7. Excelente, SrSimpático! Muito bom! Obrigado por colocar uma fonte confiável de informação. Sempre esqueço das fontes, mó preuiça. Emanuelle bless you... do jeito que só ela sabe! Abraço, Simpaaaat!

    ResponderExcluir
  8. como que eu fasso pra baixar esse filme a emanuelle no espaço é muito bom mais nao acho em lugar nenhum alguem pode me ajudar um sit ou um linque obrigado

    ResponderExcluir